Caricamento Eventi

As migrações são mais do que movimentos de pessoas de um lugar para outro, pois estão relacionadas às transformações culturais, sociais, políticas e religiosas de pessoas e nações, e à contínua recomposição das comunidades. Neste sentido, as migrações representam um grande desafio para a humanidade, bem como uma oportunidade de renovação. Os movimentos migratórios levantam questões relevantes para a agenda global, pois afetam governos, religiões em geral e a Igreja Católica em particular, comunidades globais, nacionais, regionais e locais, famílias e inúmeros indivíduos.

Para enfrentar esses desafios com responsabilidade, as Igrejas locais dos países de origem, trânsito e chegada de todo o mundo são chamadas a promover reflexões teológicas e estudos sobre o fenômeno das migrações, bem como possibilitar e estimular ações pastorais concretas. Para tanto, uma equipe intercongregacional orientada pela União Internacional de Superioras Gerais (UISG), a União de Superiores Gerais (USG) e o Scalabrini International Migration Institute (SIMI) está reunindo um grupo internacional de pesquisadores em Bíblia,Teologia e Pastoral, bem como agentes de pastorais para apresentar e debater sobre o status de suas pesquisas referente ao tema da migração e responder à realidade dos movimentos migratórios atuais. Esta Conferência Internacional de 3 dias é uma ocasião importante para uma reflexão aberta à ação.

MOTIVAÇÃO BÍBLICA

Migrantes e peregrinos como nossos ancestrais (1Cr 29,15)

No contexto da consagração do primeiro templo, segundo o

relato do cronista bíblico, o rei Davi faz uma oração de ação de graças e oferta a Deus. Nesta oração, o Rei se apresenta diante de Deus como quem reconhece a história da migração dos seus antepassados no Egito e no deserto, a sua própria identidade e o amor de Deus pelos migrantes. Então expressa: «Somos migrantes diante de ti e peregrinos como todos os nossos ancestrais». Ser migrante, na perspectiva de Davi, não é apenas o status sócio-político do povo escolhido, mas parte fundamental de sua identidade. Sendo assim, o Rei se refere à migração e à peregrinação como categorias teológicas, evocando o apelo de Deus: «A terra é minha e vocês são migrantes e peregrinos junto a mim » (Lv 25,23). A oração de Davi nos faz refletir sobre a condição da existência humana como passagem: ninguém tem morada fixa na terra. Consequentemente, se alguém visitar sua memória histórica, certamente encontrará em sua linha genealógica uma experiência de migração. Neste sentido, podemos dizer que esta oração expressa também um apelo à solidariedade com os migrantes, pois a migração é uma dinâmica inerente à vida humana.

PROGRAMA

DIA I

SESSÃO DE ABERTURA

(12h00-12h45 CET)

Discursos de abertura e oração inicial

  • S. E. Card. João Braz de Aviz, Prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e Sociedades de Vida Apostólica
  • S. E. Card. Silvano M. Tomasi, cs – Dicastério para a Promoção do Desenvolvimento Humano Integral.
  • Pe. Leonir Chiarello, cs – Superior Geral dos Missionários Scalabrinianos, Membro da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e Sociedades de Vida Apostólica

Comentários
Pe. Fabio Baggio, cs – Subsecretário da Seção de Migrantes e Refugiados do Dicastério para a Promoção do Desenvolvimento Humano Integral

I SESSÃO (PLENÁRIA) Reflexão Bíblica (12h45-13h45 CET)

A primeira sessão apresentará um aprofundamento dos estudos bíblicos sobre o fenômeno das migrações oferecido pelos seguintes especialistas no assunto:

Moderadora: Elizangela Chaves Dias, mscs, Professora de Estudos Bíblicos e Mobilidade Humana, Pontifícia Universidade Urbaniana, Roma, Itália

  • Nuria Calduch-Benages, Professora de Antigo Testamento, Faculdade de Teologia, Pontifícia Uni- versidade Gregoriana, Roma, Itália
  • vănThanh Nguyễn, svd, Professor de Estudos do Novo Testamento e titular do Bispo Francis X. Ford, MM, Catedra de Missiologia Católica na União Teológica Católica, Chicago, EUA

13h45-14h00 Intervalo

II SESSÃO (PLENÁRIA)

Experiências. América do Norte e América do Sul:Travessia de Fronteiras e a Proteção dos Direitos Humanos (14h00-15h00 CET)

Durante a segunda sessão serão apresentadas experiências concretas com um enfoque específico sobre missões e projetos que atuam nas rotas migratórias das Américas, as implicações para as igrejas locais no acompanhamento e na defesa dos direitos dos migrantes e refugiados.

Moderadora: Barbara Staley, msc, Superior Geral, Missionárias do Sagrado Coração

  • Pat Murphy, cs, Diretor da Casa do Migrante em Tijuana, México
  • Rosita Milesi, mscs, Instituto Migrações e Direi- tos Humanos (IMDH) Brasília, Brasil

15h00- 15h15 Intervalo

III SESSÃO Discussão em Grupo (15h15-16h15 CET)

Durante a terceira sessão os participantes serão divididos em grupos, levando em consideração os diferentes idiomas. Os grupos debaterão os temas discutidos na primeira sessão, compartilharão suas experiências atuais e propostas para o fu- turo. As propostas serão recolhidas e poderão ser utilizadas durante a última sessão da Conferência para promover ações concretas em vista do futuro.

DIA II

I SESSÃO (PLENÁRIA)

Reflexão Teológica (12h00-13h00 CET)

A primeira sessão é dedicada à reflexão teológica sobre as migrações com o objetivo de oferecer os princípios fundamentais da Teologia Católica sobre os quais Igreja se baseia para o acompanhamento dos migrantes e refugiados. Durante a primeira sessão, os seguintes teólogos são convidados a falar sobre o assunto:
Moderador: Gioacchino Campese, cs, Professor de Teologia Pastoral da Mobilidade Humana, Pontifícia Universidade Urbaniana, Roma, Itália

  • Regina Polak, Professora Associada de Teologia Prática, Faculdade Católica Teologia, Universidade de Viena, Viena, Áustria
  • Daniel Groody, csc, Professor Associado de Teo- logia e Assuntos Globais, Universidade de Notre Dame, Notre Dame, EUA

13h00-13h15 Intervalo

II SESSÃO (PLENÁRIA)
Experiências. África e Europa: Migração Forçada e Tráfico Humano (13h15-14h15 CET)

A segunda sessão dará particular ênfase às organizações reli- giosas contra o tráfico humano, com um enfoque específico no continente africano. As raízes da migração em geral, e da migração forçada em particular, e o tráfico de pessoas serão o centro da discussão.

Moderador: Michel Veuthey, Embaixador do SMOM para Monitorar e Combater o Tráfico de Pessoas

  • David Holdcroft, sj, Especialista em educação profissional e pós-secundária no Serviço Jesuíta aos Refugiados, Roma, Itália
  • Yvonne Clémence Bambara, rgs, Talitha Kum 14:15-14:30 Intervalo

III SESSÃO Discussão em Grupo (14h30-15h30 CET)

Durante a terceira sessão os participantes serão divididos em grupos, levando em consideração os diferentes idiomas. Nesses grupos, eles debaterão os temas discutidos durante o dia, compartilharão suas experiências e propostas para o futuro. As propostas serão recolhidas e poderão ser utilizadas durante a última sessão da conferência para promover ações concretas em vista do futuro.

DIA III

I SESSÃO (PLENÁRIA) Experiências pastorais (12h00-13h00 CET)

A primeira sessão é dedicada ao aprofundamento de ações pastorais concretas que a Igreja e as congregações religiosas realizam nos países de origem, trânsito e chegada. Os seguintes especialistas no campo da teologia pastoral são convidados a falar sobre o assunto:

Moderadora: Monica Martinelli, mss, Professora de Socio- logia, Departamento de Educação, Universidade Católica do Sagrado Coração, Milão, Itália

  • Cheryl Lee Chan, Consultora da Comissão Epis- copal para a Pastoral dos Migrantes e Povos Itine- rantes (ECMI), Conferência dos Bispos Católicos da Malásia, Singapura e Brune
  • Agbonkhianmeghe Orobator, sj, Presidente da Conferência dos Superiores Maiores da África e Madagáscar, Nairobi, Quénia

13:00-13:15 Intervalo

II SESSÃO (PLENÁRIA)
Experiências na. Ásia e Oceania: Educação e Promoção da Saúde Em vista da Integração (13h15-14h15 CET)

A segunda sessão tem seu enfoque regional na Ásia e na Oceania. Nesta sessão, serão discutidos em profundidade tópicos relacionados à educação e integração.
Moderadora: Carmen Elisa Bandeo, ssps, Coordenadora do Serviço Jesuíta aos Refugiados – Programa Educacional Magistories

  • Rafael Matas Roselló, fsc, Conselheiro Geral dos Irmãos das Escolas Cristãs
  • Valdícer Civa Fachi, fms, Diretor do CMI (Col- laboration for Mission International) dos Irmãos Maristas: Projeto Fratelli, Líbano
  • Suresh Sundram, Diretor de Pesquisa, Programa de saúde Cabrini para Requerente de Asilo e Refugiado, Melbourne, Austrália 14h15-14h30 Intervalo

III SESSÃO Discussão em grupo (14h30-15h30 CET)

Durante a terceira sessão os participantes serão divididos em grupos, levando em consideração os diferentes idiomas. Nesses grupos, os participantes debaterão os temas discutidos durante o dia, compartilharão suas experiências atuais e propostas para o futuro. As propostas serão recolhidas e poderão ser utilizadas durante a última sessão da conferência para promover ações concretas em vista do futuro.

DISCURSO DE ENCERRAMENTO (PLENÁRIO) (15h30-16h15 CET)

Aldo Skoda, cs – Diretor do SIMI

Jolanta Kafka, rmi – Presidente, UISG

Arturo Sosa, sj – Presidente, USG